Alerta! A água que bebes pode estar contaminada por Chumbo! Tens algum destes sintomas?

Esta é mais uma daquelas estatísticas preocupantes: podemos receber até 20% do total de chumbo a partir da água que bebemos da torneira.
Esperamos ao divulgar estas informações, que possam fazer alguma diferença na tua saúde, para assim cuidares melhor de ti.
É isso mesmo que acabaste de ler! A contaminação do chumbo na água potável pode vir naturalmente de depósitos minerais nos suprimentos da água, mas a maior parte desse metal, que contamina a água, provém do próprio sistema de tratamento e distribuição.

Ele é um subproduto da corrosão de materiais, como canos, soldas e juntas de chumbo, bem como torneiras e peças de bronze.

Muitos fatores influem na quantidade de chumbo encontrada na água potável: a idade e a composição das peças confeccionadas com esse material, o nível de acidez (corrosividade) da água e a duração do contato entre água a corrosiva e essas peças.
Perigo para crianças e adultos Entre as crianças, o chumbo tem sido associado ao retardo do desenvolvimento físico e mental, prejuízos no cérebro e no sistema nervoso central, anemia, apoplexia e hiperatividade.
Elas podem apresentar ainda baixos níveis de Q.I., aprendizado e níveis de linguagem lentos, atenção reduzida e baixa performance escolar.
O Centro de Controlo de Doenças dos Estados Unidos recomenda que as crianças comecem a fazer exames de sangue para verificar o nível de chumbo a partir dos 6 meses de idade! As mulheres grávidas e as que estão a amamentar também correm riscos significativos.
As grávidas podem passar o chumbo que está na sua corrente sanguínea para a placenta, levando-o até o feto, que pode ter seu desenvolvimento físico e mental afetado.
Além disso, o metal pode provocar partos prematuros e peso reduzido dos bebés ao nascerem.

Nos adultos, se estiver em níveis muito altos, o chumbo pode provocar danos no cérebro, no fígado e nos rins, anemia, pressão alta, infarto do miocárdio e problemas de fertilidade, bem como retardamento mental.
Além disso, existem estudos indicando que o excesso de chumbo pode causar até cancro.
Se suspeitar disso ou se sua família ficou exposta a altos níveis de chumbo, peça ao seu médico ou pediatra que faça testes sobre o nível de envenenamento por chumbo.
Ele vai parar na sua corrente sanguínea através da ingestão da água contaminada: níveis acima de 10 microgramas por 100 ml de sangue podem provocar dano físico e mental irreversível, o que é especialmente verdadeiro com relação a crianças.
A EPA – agência de proteção ambiental americana – identificou o chumbo como sendo a ameaça ambiental mais prejudicial às crianças, pois seus corpos em desenvolvimento o absorvem e retém com mais facilidade que os adultos.
Abaixo dos 6 anos de idade elas estão ainda mais em riscos, principalmente se consumirem alimentos feitos com água da torneira.
Como evitar o chumbo na água Existem vários passos que podem ser dados para reduzir a exposição ao chumbo e a outros metais.
As dicas abaixo são do Friends of the Earth-Ground Water Protection Project, dos Estados Unidos: A primeira coisa que se deve fazer de manhã ou quando tiver se ausentado por mais de 6 horas de casa, sem usar as torneiras, é abri-las e deixar a água cair até que fique nitidamente limpa.
Cozinhar apenas com água fria.
Nunca usar água quente de torneira para cozinhar (chás, massas, etc.) ou para diluir comidas de bebés.
Não deixar a água ferver por muito tempo para fazer comida ou diluir alimentos prontos para bebés, pois o chumbo tende a se concentrar na água que não se evapora.
Considerar a possibilidade de instalar em sua casa um sistema de filtragem reversível especial, que possa remover efetivamente o chumbo da água potável.
Por fim, lembre-se: a água engarrafada não é necessariamente mais segura do que a água da torneira.
Referências bibliográficas:
Prevenção: A Medicina do Século XXI.
Editora Gaia.
2000 Science, September 11, 1998;281:1617-1618 Cortlandt Forum, March1992;50 ReproductiveToxicology, 1992;6:9-19 Archives of Internal Medicine, September 1991;151:1718-1720.
Toxicology, 2002;180:33-44 Fonte: Dr.
Rondó
Comentários

Poderosa receita natural para acabar com varizes, micro varizes e aranhas vasculares!

Aranhas vasculares é o nome comum que se dá aos vasos fininhos que ficam na superfície da pele, que são denominados cie...


2115