Sabes o que acontece ao teu corpo quando comes ovos? Nem imaginas de certeza!

Sabes o que acontece ao teu corpo quando comes um ovo? Podes pensar que sim, mas de certo que te enganas, e que nem imaginavas que fosse isto o que acontece na realidade com o nosso corpo depois de comermos ovos.
Os ovos são talvez a forma mais rápida, barata e versátil de ingerir proteínas e manter o corpo com “combustível” para o dia a dia.
Mas o que é que o ovo pode realmente fazer por ti?
Fortalece o seu sistema imunitário Apenas um ovo contém 22% dos níveis diários recomendados de selénio, um nutriente que ajuda a suportar o sistema imune e que regula as hormonas da tiróide.
Se os adolescentes e crianças não ingerirem este nutriente, podem desenvolver doença de Keshan ou doença de Kashin-Beck, duas condições médicas que afetam o coração, ossos e articulações.

O selénio tem também uma função antioxidante, atuando juntamente com a vitamina E na proteção das membranas celulares.
Diminui o stress e a ansiedade Se a sua alimentação falhar em algum dos nove aminoácidos essenciais que o corpo não produz corre o risco de desenvolver uma perturbação mental.
Um estudo de 2004 publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences mostrou que o consumo suplementar de lisina – presente no ovo – conseguia reduzir os níveis de stress e ansiedade, provavelmente pela modulação dos níveis de serotonina no corpo humano.
Melhora os seus níveis de colesterol Os médicos estão geralmente preocupados com o rácio do mau colesterol (LDL) comparativamente com o de bom colesterol (HDL) no sangue.
Um ovo grande pode conter 212 mg de colesterol, mas isto não significa que este vá aumentar o mau colesterol.
O corpo produz constantemente colesterol e há evidência científica de que o ovo ajuda a equilibrar os níveis de colesterol HDL, ao mesmo tempo que produz partículas de colesterol LDL.

Protege os olhos Dois antioxidantes presentes na gema do ovo – a luteína e a zeaxantina – têm um efeito protetor ocular.
Estas duas substâncias reduzem o risco de cataratas e de degeneração macular relacionada com a idade, duas das principais causas de cegueira e perda de visão.
Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que basta comer uma gema de ovo durante quatro a cinco semanas para os níveis de zeaxantina aumentarem entre 114 e 142% e de luteína entre 28 e 50%.
Reduz o risco de doença coronária O LDL contém moléculas que alojam a gordura nas paredes das veias provocando aterosclerose.
O colesterol HDL consegue remover essas moléculas.
Mas nem todo o colesterol mau (LDL) é composto por moléculas iguais.
Há vários tipos.
As mais pequenas e densas estão associadas a um maior risco de doença coronária, como a aterosclerose.
Ainda que o ovo aumente os níveis de LDL, este é conhecido por tornar as moléculas de LDL maiores e mais fáceis de eliminar, diminuindo o risco cardíaco.
Aumenta a sua energia Apenas um ovo dá-lhe 15% da quantidade recomendada diária de vitamina B2, também designada de riboflavina.
Esta ajuda o corpo a converter a comida em energia.

Protege o cérebro O ovo contém colina, um nutriente do complexo B de vitaminas.
Este é um importante componente das membranas celulares e é essencial para sintetizar alguns neurotransmissores.
Vários estudos têm demonstrado que a diminuição nos níveis de colina está associada a um menor desempenho cognitivo e ao aparecimento de doenças neurológicas.
Melhora o estado da pele e do cabelo As vitaminas do complexo B são essenciais para manter o cabelo, a pele, os olhos e as unhas saudáveis.
Também ajudam na boa regulação do sistema nervoso.
Dá mais qualidade de vida O corpo humano consegue produzir 11 aminoácidos essenciais.
Mas nós precisamos diariamente de 20.
Sabe onde estão os outros 9? No ovo.
Sem esses 20 aminoácidos essenciais o corpo humano terá mais dificuldades de resposta ao nível do sistema imunitário e perderá facilmente mais massa muscular.

Melhora a saúde dos ossos e dentes Os ovos são uma das poucas fontes alimentares de vitamina D, importante para os ossos e dentes, uma vez que é essencial no processo de absorção de cálcio.
Aumenta a sensação de saciedade Muitos estudos têm comparado os efeitos dos alimentos ricos em proteínas Sabe-se que a ingestão deste nutriente está relacionada com a sensação de saciedade.
Em 100 gramas de ovos encontramos 13 gramas de proteínas.
Bastante, não acha?
Ajuda-o a queimar gordura Sobretudo por causa da sensação de saciedade, uma alimentação equilibrada e rica em ovos – em detrimento de outras proteínas – tem sido associada a uma mais rápida perda de massa gorda.
Um estudo analisou durante oito semanas dois grupos de pessoas: um comia ao pequeno-almoço um tipo de pão de farinha de trigo fermentada; o outro comida ovos com a mesma quantidade de calorias.
O grupo que comeu ovos perdeu mais 65% de peso e mais 16% de gordura do que o grupo que comeu pão.
Fonte: lifestyle.sapo.pt
Comentários

10 coisas que as mulheres dizem umas às outras e nem imaginam o quanto lhes faz mal!

Pouca gente percebe, mas muitos dos estigmas femininos são reforçados diariamente pelas próprias mulheres. Inconscienteme...


123