Depois de anos de namoro, a filha de 18 anos casou com o próprio pai!

Parece ser impossível, e algo que não cabe na cabeça de ninguém, mas a verdade é que isto aconteceu mesmo! Após alguns anos de namoro entre o pai e a filha, eles resolveram casar-se! O termo Atracção Se*ual Genética (GSA) foi criado por Barbara Gonyo, a fundadora de um grupo de apoio a crianças adoptadas que reencontraram os seus pais biológicos após algum tempo.
De acordo com ela, os sentimentos amorosos e se*uais acontecem em 50% dos casos de reencontros de parentes afastados.
Isso faz parte da história de uma jovem de 18 anos, que vive na região dos Grandes Lagos, nos Estados Unidos.
O seu depoimento foi dado à The New York Magazine.

A sua mãe ficou grávida na adolescência e, ainda em gestação, rompeu todas as relações com o seu parceiro.
Criada pelos avós maternos em decorrência aos problemas psicológicos da mãe, a menina teve poucos encontros com o pai.
Após os 5 anos, e inúmeras brigas do casal, os encontros esgotaram-se.
Apenas aos 17 anos a jovem conseguiu reencontrar-se com o pai biológico, hoje com 37 anos.
A princípio, o contato foi apenas via internet.
Dias depois, a menina pediu para passar alguns dias com ele, que morava a 30 minutos da sua casa.
De acordo com ela, ambos descobriram muitos gostos em comum e a identificação foi imediata.
Nos dois primeiros dias, eles dormiram separados.
No terceiro, porém, já estavam a dormir abraçados.
Na quarta noite, eles dormiram em conchinha e seu pai confessou que tinha tido uma er3ção.
Na quinta noite, enquanto brincavam e se encostavam, começaram a arrepiar-se.
Por fim, resolveram conversar e admitiram que estavam a sentir algo um pelo outro.
“Discutimos se era isso e nos beijamos.
Depois, fizemos am0r pela primeira vez.
Foi quando eu perdi a v1rg1ndade”, relata a jovem.
Durante o seu depoimento, ela assumiu que o casal estava muito apaixonado e que a sua família materna os vê como pai e filha.
Já a família paterna os aceita como um casal e espera ansiosa pela chegada de um bebé.
Hoje, após quase dois anos de namoro, eles pretendem casar-se numa cerimónia completa, em Nova Jersey.
Na cidade, o incesto entre adultos não é considerado ilegal.
Após o casamento, eles planeiam um filho biológico.
“Eu não teria um filho se fosse prejudicial.
Já pesquisei sobre isso, mas os problemas genéticos só acontecem quando há anos de consanguinidade, como com a família real.” Quanto aos julgamentos, a menina diz que não entende as críticas, uma vez que “são dois adultos que se salvaram um ao outro.” Fonte: nymag.com
Comentários

Sete mitos sobre os gastos de eletricidade. Vê aqui como poupar!

Com a chegada do tempo frio é normal que sinta um pico do consumo de energia na sua conta de eletricidade. Os aquecedores, o forno ou até o facto de...


169